Cansou do piso que reveste sua cozinha?

NUNCA ESTEVE TÃO FÁCIL TROCÁ-LOS, DEVIDO À VARIEDADE OFERECIDA NO MERCADO

POR CRISTIANE OGATA

  Cada vez mais a coz­in­ha tor­na-se um ambi­ente volta­do para a social­iza­ção e recepção de pes­soas. Atual­mente, a coz­in­ha tornou-se um dos cômo­d­os mais vis­i­ta­dos da casa, deixan­do de ser mera­mente um local onde os ali­men­tos são prepara­dos, para um ambi­ente acol­he­dor, volta­do para reunir e entreter ami­gos e famil­iares.

   Essa nova função atribuí­da ao cômo­do per­mi­tiu ain­da mais a pos­si­bil­i­dade de per­son­alizar e decorá-lo de acor­do com os gos­tos, critérios, neces­si­dades, hábitos, de seus respec­tivos donos. De tal modo que há hoje uma infinidade de tipos e var­iedades de porce­lanatos volta­dos para coz­in­ha, espe­cial­mente em se tratan­do de pisos, disponíveis para a com­er­cial­iza­ção nos mais diver­sos esta­b­elec­i­men­tos do ramo de con­strução civ­il e dec­o­ração. A Dell Ambi­ente pos­sui uma seção espe­cial­mente ded­i­ca­da aos pisos e você poderá con­ferir algu­mas sug­estões no site da loja e solic­i­tar um orça­men­to sem com­pro­mis­so.

Cansou do piso que reveste sua cozinha?

   As mídias soci­ais dig­i­tais tam­bém são uma óti­ma opção para se desco­brir e ter aces­so às novas tendên­cias em dec­o­ração e con­strução, uma vez que pos­si­bili­tam a inter­ação e tro­ca de con­teú­do, infor­mações e ima­gens entre os usuários das redes, con­sum­i­dores, orga­ni­za­ções, empre­sas e profis­sion­ais da área de arquite­tu­ra e dec­o­ração.

   Deste modo, há uma infinidade de opções e var­iedades disponíveis para todos os gos­tos, bol­sos, neces­si­dades, dese­jos, esti­los. Tudo acessív­el ao con­sum­i­dor.

   Ape­sar dessa gama de opções e var­iedades ofer­e­ci­da e disponív­el no mer­ca­do, aque­les que dese­jam mod­i­ficar o piso de sua coz­in­ha devem estar aten­tos não só a que­si­tos estéti­cos, mas tam­bém levar em con­sid­er­ação a prati­ci­dade, resistên­cia e segu­rança. Uma vez que a coz­in­ha é con­sid­er­a­da um ambi­ente que deman­da cuida­dos diários, estando em con­ta­to com os mais diver­sos tipos de sub­stân­cias, como óleo, água, restos de ali­men­tos, é fun­da­men­tal que a escol­ha do piso seja pen­sa­da de acor­do com o uso da família ou dos fre­quen­ta­dores.

Cansou do piso que reveste sua cozinha?

   O con­sum­i­dor tam­bém deve estar aten­to, antes de adquirir um piso, à segu­rança pro­por­ciona­da pelo piso, seja seco ou mol­ha­do. No caso de haver neces­si­dade de maiores pre­cauções quan­to a quedas ou escor­regões, uma opção a ser ado­ta­da seria a uti­liza­ção de pisos anti­der­ra­pantes.

   Tam­bém devem ser lev­adas em con­sid­er­ação durante a escol­ha do piso a dura­bil­i­dade e a facil­i­dade quan­to à sua limpeza e higi­en­iza­ção. Por se tratar de um ambi­ente que suja facil­mente, que está em con­stante con­ta­to com a água, deve apre­sen­tar dura­bil­i­dade e prati­ci­dade ao ser limpo. A escol­ha do mate­r­i­al do piso é um item impor­tante e que neces­si­ta de atenção, seja por motivos dec­o­ra­tivos, de esti­lo ou pela prati­ci­dade e util­i­dade.
Entre as opções de pisos para coz­in­ha ofer­e­ci­das no mer­ca­do, desta­cam-se:

Porce­lana­to: con­sid­er­a­do como sendo um dos mais uti­liza­dos, não só nas coz­in­has, mas como em out­ros recin­tos e cômo­d­os das residên­cias, é vis­to como um piso ver­sátil e práti­co, dev­i­do à sua alta resistên­cia e absorção, além da disponi­bil­i­dade de várias tex­turas, estam­pas e cores.
Out­ra car­ac­terís­ti­ca deste piso é a sua dura­bil­i­dade e prati­ci­dade quan­to à manutenção e higiene. Basi­ca­mente só neces­si­tan­do de água, deter­gente e pano úmi­do.

Cerâmi­ca: difer­ente­mente do porce­lana­to, no caso do piso de cerâmi­ca, há cer­tos cuida­dos em relação à sua manutenção, já que se tra­ta de um piso menos resistente. Entre­tan­to, a insta­lação de um piso de cerâmi­ca apre­sen­ta van­ta­gens, prin­ci­pal­mente quan­do con­sid­er­a­do o cus­to, mais acessív­el, se com­para­do ao porce­lana­to, além da grande disponi­bil­i­dade e var­iedade de cores, estam­pas, tex­turas e mod­e­los.

Cansou do piso que reveste sua cozinha?

Már­more e gran­i­to: Ape­sar de serem práti­cos e de fácil higi­en­iza­ção e limpeza, ess­es dois tipos de pisos dis­farçam as sujeiras, dev­i­do ao seu visu­al. Por serem extraí­dos de rochas nat­u­rais, ess­es tipos de pisos não pos­suem muitas opções e var­iedade de estam­pas, cores ou tex­tu­ras.

Cimen­to queima­do: esse tipo de piso é con­sid­er­a­do o mais bara­to entre as mais diver­sas opções de pisos de coz­in­ha, por ser con­sti­tuí­do basi­ca­mente de água, cimen­to e areia, pro­por­ciona ao ambi­ente um ar de mod­ernidade e rus­ti­ci­dade. Entre­tan­to, deve-se ter cuida­do e atenção com sua higiene e limpeza, pois o piso pode apre­sen­tar trin­cas e engor­du­rar facil­mente.

Piso epox: con­sid­er­a­do como sendo de fácil limpeza e higiene, pos­sui resistên­cia, e, quan­do bem con­ser­va­do, é duráv­el. Uma desvan­tagem está rela­ciona­da ao seu alto cus­to e às pou­cas empre­sas que ofer­e­cem serviços de insta­lação em ambi­entes de pequeno porte.

Pastil­ha: é um tipo de reves­ti­men­to resistente e pos­sui uma grande var­iedade e opções de cores, tex­turas, estam­pas e mate­ri­ais con­fec­ciona­dos. As pastil­has podem ser feitas de vidro, porce­lana­to e cerâmi­ca, poden­do tam­bém reve­stir as pare­des da coz­in­ha, dan­do um ar mod­er­no e ale­gre ao ambi­ente.

Ladrilho hidráuli­co: con­sid­er­a­da como uma opção vin­tage e retrô por suas estam­pas, cores e tex­turas. Feito arte­sanal­mente, pre­cisa de cer­to tem­po para ser con­fec­ciona­do, pos­suin­do um val­or de com­er­cial­iza­ção mais ele­va­do que os demais pisos. Além dis­so, pode ser per­son­al­izáv­el de acor­do com as car­ac­terís­ti­cas deman­dadas em cada tipo de pro­je­to.

Cansou do piso que reveste sua cozinha?

Piso viníli­co: uti­liza­do em muitos pro­je­tos para reve­stir coz­in­has, é feito a par­tir de um ade­si­vo fácil de aplicar e de limpar, no entan­to não pode estar em con­ta­to con­stante com a água, pois pode se tornar pouco resistente. Uma van­tagem atribuí­da a este piso é em relação à sua var­iedade de opções de cores e estam­pas ofer­e­ci­das em sua for­ma ade­si­va.