Veja como não errar na reforma de piscina de alvenaria

CONTRATAR UMA BOA EQUIPE DE MANUTENÇÃO NEM SEMPRE É SINÔNIMO DE TRANQUILIDADE. PARA EVITAR DORES DE CABEÇA, SAIBA UM POUCO MAIS SOBRE OS PROCESSOS DE REFORMA DE PISCINA DE ALVENARIA

POR VICTÓRIA ABEL

ual­i­dade, dura­bil­i­dade dos mate­ri­ais e segu­rança são alguns fatores que pesam na hora de escol­her o tipo de pisci­na para a casa. Den­tre as opções de fibra e vinil, se você escol­heu a pisci­na de alve­nar­ia, sem dúvi­da optou pela resistên­cia e boa con­ser­vação do pro­du­to, além da liber­dade de fazê-la sob medi­da. Após alguns anos, no entan­to, a refor­ma de pisci­na de alve­nar­ia é inevitáv­el e pode ser tra­bal­hosa.

Se bem con­struí­da, uma pisci­na pode durar até 30 anos ou mais. Seu uso inad­e­qua­do, porém, diminui esse tem­po. Rejuntes escure­ci­dos pela pro­lif­er­ação de fun­gos na água e rachaduras cau­sadas pela erosão do solo ao redor são dois dos prin­ci­pais motivos que lev­am a refor­ma de pisci­na de alve­nar­ia. Con­tu­do, esta tam­bém pode acon­te­cer por novas opções estéti­cas do pro­pri­etário, como a tro­ca de azule­jos, pastil­has ou mudanças no próprio mod­e­lo da bacia.

Começan­do pelos rejuntes escure­ci­dos, a mel­hor for­ma con­heci­da de torná-los limpos nova­mente é chama­da de reju­ve­nesci­men­to, fei­ta com limpeza e reposição do rejunte. A primeira fase desse tipo de refor­ma de pisci­na de alve­nar­ia é esvaziar a pisci­na lenta­mente, deixan­do ao final um espel­ho d’agua de cer­ca de 20 cen­tímet­ros (con­sulte sem­pre um espe­cial­ista antes de realizar este proces­so). Dessa for­ma, evi­ta-se que a estru­tu­ra da pisci­na dilate.

No momen­to de limpar o rejunte, uti­lize sem­pre uma espon­ja de aço que não enfer­ru­je, assim a pisci­na não man­chará. Depois dessa eta­pa, será necessário o esvazi­a­men­to total da pisci­na para recolo­cação do rejunte. É impor­tante que esse proces­so seja feito de for­ma ráp­i­da, para não haver dis­crepân­cia no tem­po de secagem. Lem­bre-se de uti­lizar cola no preparo do rejunte, isso aumen­ta a efi­ciên­cia na junção das duas super­fí­cies, tor­nan­do sua refor­ma de pisci­na de alve­nar­ia mais ráp­i­da.

Durante o proces­so de reju­ve­nesci­men­to é necessário se ter cuida­do para não furar a área de imper­me­abi­liza­ção da pisci­na, isso pode causar vaza­men­tos. Tam­bém é impor­tante enten­der se o escurec­i­men­to do rejunte foi real­mente por pro­lif­er­ação de fun­gos ou se hou­ve prob­le­mas na rede de dis­tribuição de água. Antes de prosseguir com sua refor­ma de pisci­na de alve­nar­ia, inves­tigue.

Troca de azulejos ou pastilhas

Se o seu obje­ti­vo com a refor­ma de pisci­na de alve­nar­ia de sua casa é mod­i­ficar a cor e o esti­lo daque­le ambi­ente, tro­can­do seus azule­jos e pastil­has, fique aten­to aos pas­sos para con­cluí-la. A primeira eta­pa é reti­rar o anti­go reves­ti­men­to da pisci­na, mane­jo que geral­mente é feito com marteletes. Logo após, vem a imper­me­abi­liza­ção da pisci­na, que deve ser refei­ta para deter o escoa­men­to de água da pisci­na através da estru­tu­ra. Tal mecan­is­mo é real­iza­do com a insta­lação da man­ta asfálti­ca, mate­r­i­al muito uti­liza­do por ser flexív­el e resistente.

Antes de inserir o novo reves­ti­men­to, é indis­pen­sáv­el que se faça o teste de estanquei­dade, o qual ver­i­fi­ca se tudo está veda­do e não há risco de vaza­men­tos. Ele é feito por meio do enchi­men­to total da pisci­na com água por, no mín­i­mo, 72 horas. Se não hou­ver escapes, apli­ca-se arga­mas­sa de pro­teção mecâni­ca, garan­ti­n­do que não haverá per­furação ou pre­juí­zo a imper­me­abi­liza­ção.

A seguir, é só escol­her os azule­jos ou pastil­has de prefer­ên­cia e preenchê-los ao lon­go do reves­ti­men­to.