A Torre CN TOWER e a cidade aos seus pés

CARACTERIZADA COMO UMA DAS TORRES MAIS ALTAS DO MUNDO, A CN TOWER CONTA COM ATRAÇÕES INCRÍVEIS E, EM UMA DELAS, É POSSÍVEL TER A SENSAÇÃO DE ANDAR POR CIMA DE BOA PARTE DA CIDADE.

POR NATHÁLIA FAGOTTI

A CN TOWER é o pon­to turís­ti­co da cidade de Toron­to mais con­heci­do em todo o Canadá. Por ano, a torre recebe em média, 2 mil­hões de vis­i­tantes que des­bravam a ter­ceira torre mais alta do mun­do, com 553 met­ros de altura. A CN TOWER con­ta com 4 níveis de uma visão panorâmi­ca em toda a sua torre, ou seja, quan­to mais se sobe, mais se vê a cidade inteira. Em dias nos quais o céu está mais limpo é pos­sív­el ver bem ao longe as Cataratas do Niá­gara, que ficam a 130 km de car­ro. Para ter uma noção da quão alta é a torre, a Está­tua da Liber­dade tem 93 met­ros e a Torre Eif­fel 317 met­ros, ou seja, a CN TOWER é real­mente muito grandiosa! A torre deixou de ser a mais alta do mun­do após a con­strução, em Dubai, da famosa torre Burj Khal­i­fa.

Por que ela foi construída?

Em 1960, a cidade de Toron­to viveu o iní­cio em um boom de con­strução de pré­dios muito altos, os famosos arran­ha-céus. Porém, ess­es edifí­cios altos começaram a acar­retar muitos prob­le­mas de trans­mis­são nas tor­res de tele­co­mu­ni­cações já exis­tentes na cidade, uma vez que elas não eram tão altas o sufi­ciente para emi­tir ondas de for­ma sat­is­fatória para toda a cidade. A par­tir daí, a CN TOWER foi con­struí­da com o cus­to de 260 mil­hões de dólares e inau­gu­ra­da em 1976 pela Cana­di­an Nation­al, que tin­ha como meta mostrar a efi­ciên­cia da indús­tria canadense através da con­strução da torre mais alta do mun­do. Para a con­strução da torre foi necessário o tra­bal­ho de 1.537 operários pelo perío­do de 40 meses, já que para o grande pro­je­to foram uti­liza­dos 40.523 met­ros cúbi­cos de con­cre­to, 5.600 toneladas de aço e 128,7 quilômet­ros de cabos de aço. Uma pre­ocu­pação na exe­cução da torre era pra que ela não se incli­nasse e por isso ela foi con­struí­da com alta pre­cisão e com instru­men­tos ópti­cos. Além dis­so, ela foi pro­je­ta­da para supor­tar as mais diver­sas tem­per­at­uras e pos­sui 1776 degraus que lev­am em torno de 40 min­u­tos para que uma pes­soa alcance o topo. Com tan­tos degraus assim, fica fácil pen­sar que ela é con­sid­er­a­da a escadaria mais lon­ga do mun­do!

A CN TOWER tam­bém con­ta com recep­tores de micro-ondas a 338m e a ante­na de 553.44m, fazen­do com que o prob­le­ma com a trans­mis­são de TVs e rádios fos­sem final­mente resolvi­dos. Hoje, além de con­tin­uar sendo uma torre de comu­ni­cações, ela é o local de tra­bal­ho de mais de 500 pes­soas e é con­heci­da pelos canadens­es não só por ser o prin­ci­pal pon­to turís­ti­co da cidade, mas tam­bém pela sua con­strução que per­mi­tiu uma das mais per­feitas trans­mis­sões de imagem e som do mun­do, trans­for­man­do-a no prin­ci­pal cen­tro de tele­co­mu­ni­cação da cidade.

Atrações

Por trás de sua ampli­tude, a CN TOWER con­ta com atrações extra­ordinárias, poden­do ser um dos des­ti­nos obri­gatórios na lista de via­gens de qual­quer um. As atrações agradam a qual­quer família e a qual­quer públi­co, uma vez que os seus entreten­i­men­tos são com­pos­tos de aven­tu­ra, sofisti­cação e diver­são.

Chão de Vidro/Glass floor: A torre é uma das mais altas no mun­do e pos­sui como prin­ci­pal atração o chão de vidro onde é pos­sív­el andar, deitar e pular, fazen­do com que a cidade fique abaixo dos seus pés, dan­do a impressão de que você está andan­do sob a cidade e per­mitin­do uma visão incrív­el de onde você está pisan­do. Sem dúvi­das, uma das atrações mais con­heci­das e talvez a mais empol­gante, jus­ta­mente pela adren­a­li­na que todo mun­do pas­sa ao se dar con­ta de que está pisan­do em um chão total­mente de vidro a tan­tos met­ros de altura. A parte em que o chão é de vidro não é tão grande, mas é sufi­ciente para uma foto bacana com a família.

▪ 360º Restau­rant: Local­iza­do no alto da CN TOWER, o 360º Restau­rant pro­por­ciona uma exper­iên­cia incrív­el em um restau­rante que está a 351 met­ros de altura e com uma vista mag­ní­fi­ca de toda a cidade. Os canadens­es tiver­am a bril­hante ideia de faz­er um restau­rante que gira 360º, fazen­do a sua vol­ta por com­ple­to em 72 min­u­tos, e o mel­hor, você nem sente que está giran­do. O local é sofisti­ca­do e con­ta com um cardá­pio impecáv­el de pratos e vin­hos, os quais fazem jus ao ambi­ente e à exper­iên­cia ofer­e­ci­da.

Edge Walk: A atração com mais adren­a­li­na e cor­agem para quem gos­ta de cor­rer riscos, mes­mo que con­tro­la­dos. Em uma platafor­ma de ape­nas 1,5m de largu­ra, as pes­soas ficam sem se segu­rar em nada e, como segu­rança, usam uma cor­da pre­sa ao cor­po e podem dar uma vol­ta com­ple­ta na torre. Segun­do os próprios exec­u­tivos da CN TOWER, esse é o pas­seio mais alto de um cír­cu­lo com mãos livres no mun­do! Na inten­sa atração, é pos­sív­el até mes­mo se debruçar sobre Toron­to, a 356m de altura. Ao sair do pas­seio, o vis­i­tante leva para casa fotos, dvd e um cer­ti­fi­ca­do.

Sky Pod: A Sky Pod é uma das mais altas platafor­mas de obser­vação no mun­do.

Em épocas de alta tem­po­ra­da, é o local que mais fica cheio, sendo dis­puta­do até mes­mo entre as famílias! O local fica situ­a­do a 477m de altura e ofer­ece uma impres­sio­n­ante vista de toda a cidade de Toron­to, e em dias mais limpos, é pos­sív­el ver até mes­mo o Nia­gar­ra Falls e New York State.

A ilu­mi­nação da CN TOWER: Ao anoite­cer, a torre fica ilu­mi­na­da até as 2h da man­hã e dá um show de ilu­mi­nação exu­ber­ante, com 1.330 lâm­padas de LED, fasci­nan­do a todos. A ilu­mi­nação muda de acor­do com alguns even­tos no ano para ficar com cores temáti­cas ref­er­entes à comem­o­ração, como por exem­p­lo, na época do Natal.

Canadá e o cinema  

Já esta­mos muito acos­tu­ma­dos a ver pro­duções e filmes amer­i­canos e, às vezes, recon­hece­mos ime­di­ata­mente quan­do o filme tem o ape­lo Amer­i­can Way of Life, ou seja: o esti­lo de vida amer­i­cano. Mas o que pou­cas pes­soas sabem, é que a indús­tria de filmes no Canadá tam­bém é muito forte, abrangen­do uma infinidade de pro­duções. Toron­to, Van­cou­ver, Mon­tre­al e Que­bec são as prin­ci­pais cidades que mais pro­duzem filmes e con­cen­tram a maior parte de pro­du­toras e estú­dios de con­teú­do audio­vi­su­al do país.

Con­fi­ra abaixo algu­mas pro­duções famosas que você talvez nem sai­ba que foram feitas no Canadá e Toron­to.

  1. X-men: Apoc­a­lypse (2000–2006): O filme foi grava­do nas regiões de Ontário e em alguns pon­tos turís­ti­cos como, por exem­p­lo, a Casa Loma e Via Rail Main­te­nance Cen­tre.

2. O incrív­el Hulk: Foram qua­tro noites para a gravação do filme na Yonge Street, que pre­cisou ficar fecha­da durante esse tem­po. Para quem se lem­bra, a história se pas­sa em Nova Iorque, mas várias cenas foram gravadas em Toron­to como, por exem­p­lo, no Toron­to Eaton Cen­ter e na Uni­ver­si­dade de Toron­to.

3. O Homem Dupli­ca­do: O filme foi grava­do na cidade de Toron­to com “uma pale­ta de cor amare­la­da e den­sa”, de acor­do com o site Egali. Uma curiosi­dade da tra­ma é que o roteiro foi inspi­ra­do em um livro de José Sara­m­a­go.

4. Será que: Não é um filme tão famoso quan­to alguns out­ros que estão sem­pre na memória de cada espec­ta­dor, mas os fãs de Har­ry Pot­ter vão se lem­brar muito bem, já que o ator prin­ci­pal é o Daniel Rad­cliffe, o próprio Har­ry! A tra­ma se pas­sa em Toron­to e as locações são bem famosas, como por exem­p­lo o CN TOWER e a Queen Street.

6. A garo­ta da Capa Ver­mel­ha: É uma adap­tação do con­to da Chapeuz­in­ho Ver­mel­ho, que mostra um lado difer­ente e curioso da história. O filme se pas­sa na idade média e os cenários usa­dos para a gravação foram as belas pais­agens de Van­cou­ver.

A evolução de téc­ni­cas e da val­oriza­ção da cul­tura canadense tornaram o Canadá uma grande apos­ta para a indús­tria cin­e­matográ­fi­ca e uma car­ac­terís­ti­ca dessas con­quis­tas é a inte­gração com as pro­duções france­sas e ingle­sas. Além de filmes, o Canadá tam­bém é con­heci­do nesse meio por faz­er grandes doc­u­men­tários e séries como a série Orphan Black, que teve como locação algu­mas áreas de Toron­to. Para quem pen­sa em seguir a car­reira de cin­e­ma, o Canadá é uma óti­ma apos­ta para o estu­do.

Se você é um dos que ficaram fasci­na­dos pela grandeza e beleza da CN TOWER, pode aces­sar o link do vídeo https://www.youtube.com/watch?v=mogfLvZOwpc ou pelo site http://www.cntower.ca/intro.html.